No começo de 2017, durante uma dinâmica com o time do Pimp My Carroça, eu ouvi o seguinte do Mundano:  Cris, o que você faz é "transformadoria", uma mistura de mentoria e consultoria que permite que a gente se transforme.

Gostei desta definição e hoje digo que meu trabalho de TRANSFORMADORIA é feito para pessoas que querem aprender como incorporar mudanças em seus padrões de comportamento, a partir de uma visão integrada de si mesmas e da organização e projetos com os quais atuam.

IMG_7519.JPG

Para organizações, desenvolvo dinâmicas de FACILITAÇÃO DE PROCESSOS, intervenções customizadas de acordo com a necessidade do grupo, sobre temas como: diagnóstico da saúde organizacional e resolução de conflitos. Um exemplo é o PROTAGONISMO CONSCIENTE, criado em resposta a demanda de jovens executivos que ocupam posição de middle-management, questionam a estrutura dentro da qual atuam e enfrentam desafios no papel que exercem. 

Para indivíduos, criei um PROGRAMA DE MENTORIA, que tem por objetivo fortalecer a atuação profissional, habilitar a pessoa a se tornar mais auto-consciente e explorar diferentes abordagens para lidar com forças internas e externas. Começamos com uma entrevista de acolhimento, para juntos fazermos um diagnóstico do que "incomoda". Depois disso, elaboro a proposta de programa que atenda a necessidade revelada. As sessões de mentoria tem 1h30 de duração e acontecem ao longo de um período de 4 a 12 semanas, dependendo dos objetivos traçados.

 
PimpMyCarroça.JPG
bio1.jpg

QUAL A MINHA ESTÓRIA?

Meu nome é Cristiane Pedote e ao longo de mais de 20 anos venho liderando pessoas, desenvolvendo negócios e criando ambientes de trabalho cooperativos, como investidora social (Acreditar, Bemtevi, Engajamundo, PimpMyCarroça), mentora e executiva sênior de bancos de investimento (JP Morgan, Goldman Sachs e Barclays) no Brasil, EUA e Inglaterra. 

Sou formada em economia pela Universidade de São Paulo, em desenvolvimento organizacional pela Adigo e mestre em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Minha dissertação de mestrado – Gestão do Risco Operacional – foi publicada pela BM&F em 2002.

Atualmente curso a formação Artistas do Invisível - a qual busca ampliar a consciência dos profissionais que atuam no campo do desenvolvimento, de forma que possam atuar no processo social (e pessoal) com base no pensamento orgânico e uma prática de profunda sensibilidade.

Membro da associação Women’s Corporate Directors, contribuo regularmente como palestrante convidada por instituições privadas e não governamentais (Bloomberg, Deloitte, Fundação Estudar, ONU Mulher, Women’s Fórum, Yunus & Youth).